Estrutura

Organograma

organograma-2

1. A Assembleia Geral é composta pelos Membros Efetivos e filiados à Frente Parlamentar. 2. A Comissão Executiva é composta por um Presidente, dois Vice-presidentes da Câmara e um Vice-presidente do Senado, um Coordenador Político na Câmara dos Deputados, um Coordenador Político no Senado Federal, Coordenadores temáticos e até 10 (dez) representantes do Poder Executivo. 3. Secretaria Executiva está a cargo da Associação Brasileira Bioinovação (ABBI). 4. Os Membros Colaboradores representam a academia, organismos não-governamentais e o setor privado e serão convidados a colaborar na construção da agenda da bioeconomia nacional. 

Comissão Executiva

Paulo Ganime
NOVO RJ

1º Vice-presidente

Marcos Pereira
REPUBLICANOS SP

2º Vice-presidente da Câmara

Soraya Thronicke
PSL MS

1ª Vice-presidente do Senado

Izalci Lucas
PSDB DF

Coordenador Político do Senado

Greyce Elias
AVANTE MG

Coordenadora Setorial
Indústria de Cuidados Pessoais e da Casa

Ângela Amin
PP SC

Coordenadora Temática
Inovação e Produtividade

Arnaldo Jardim
CIDADANIA SP

Coordenador Temático
Economia Circular

Zé Vitor
PL MG

Coordenador Setorial Indústria de Bioquímicos e Biomateriais

Evair de Melo
PP ES

Coordenador Setorial Indústria de Saúde e Nutrição

Rodrigo Agostinho
PSB SP

Coordenador Temático Biodiversidade e Meio Ambiente

Representantes do Executivo

Miguel Ivan Lacerda

Diretor do Departamento de Biocombustíveis

MME

Brig. Eduardo Camerini

Secretário de Biodiversidade e Patrimônio Genético

MMA

Paulo César R. De Carvalho Alvim

Secretário de Empreendedorismo e Inovação

MCTI

Renato Godinho

Chefe da Divisão de Energias Novas e Renováveis

MRE

Secretaria Executiva

A Associação Brasileira de Bioinovação (ABBI) é uma organização civil sem fins lucrativos, apartidária, e de abrangência nacional, que representa uma cadeia de valor que é orientada pelo conhecimento científico avançado e a busca por inovações tecnológicas na aplicação de recursos biológicos e renováveis em processos industriais para gerar atividade econômica circular e benefício social e ambiental coletivo.

Fundada em abril de 2014 por líderes empresariais que acreditam que a bioeconomia avançada é o vetor mais promissor para desenvolvimento econômico e social do Brasil, a ABBI inspira-se na convicção de que o país detém hoje o maior potencial para tornar-se líder de um novo modelo econômico e industrial circular, sustentável e de baixo carbono.